Páginas

quinta-feira, 30 de junho de 2011

O genoma de uma Startup - Começando a decifrar

Quais seriam os fatores que determinam o sucesso de uma Startup?
Um estudo divulgado pela aceleradora de negócios Blackbox em parceria com pesquisadores das universidades de Berkeley e Stanford é resultado de uma análise aprofundada de 650 startups do Vale do Silício ao longo de três meses.

Uma das conclusões do estudo é que fundadores bem-informados e bem-assessorados tendem a se dar melhor. A pesquisa mostra ainda que é comum os fundadores superestimarem o tamanho do seu mercado, a originalidade do negócio e a rapidez com que o produto será aceito no mercado.

Abaixo estão listadas as principais conclusões do relatório:
  • 1. Fundadores que aprendem tem mais sucesso: startups que tem ajuda de mentores, acompanham métricas eficientemente e aprendem com os líderes do pensamento de startup levantam 7 vezes mais dinheiro e tem crescimento de usuários 3,5 vezes melhor;
·         2. Startups que se redirecionam o modelo de negócios uma ou duas vezes(Pivot) captam 2,5 vezes mais dinheiro, têm 3,6 vezes mais chance de crescimento e 52% menos chance de tentar crescer antes da hora que as que o fazem mais de duas vezes ou nenhuma.
  • 3. Muito investem de 2 a 3 vezes mais capital do que necessário em startups que ainda não encontraram o ajuste entre problema e solução. Também investem demais em fundadores únicos ou equipes fundadas sem técnicos – apesar dos indicadores mostrarem que nesses casos as probabilidades de sucesso são bem menores;
  • 4. Investidores que envolvem no dia a dia da compania tem pouco ou nenhum efeito na performance operaciona. Mas os mentores certos influenciam significativamente a performance e a habilidade de conseguir dinheiro. Entretanto, isso não significa que investidores não tenham efeito significativo nas “avaliações” (de quanto a empresa vale) e M&A;
  • 5. Fundadores solitários levam 3,6 vezes mais tempo para chegar ao estágio de escala comparando com equipes de 2, e tem 2,3 vezes menos chances de ter que começar o negócio do zero.
  • 6. Equipes com base sólida de negócios tem 6,2 vezes mais chances de obterem escalabilidade com sucesso nas startups orientadas a vendas do que nas orientadas a produtos (pense nisso);
  • 7. Equipes com base técnica sólida tem 3,3 vezes mais chance de obterem escalabilidade com sucesso em startups focadas em produtos sem efeito de rede do que em startups focadas em produto com efeito de rede (uau!);
  • 8. Equipes balanceadas com um fundador técnico e um fundador da área de negócios levantam 30% mais capital, tem aumento de clientes 2,9 vezes maior e tem 19% menos probabilidade de escalarem prematuramente do que equipes com fundadores focados em só um tipo de competência;
  • 9. A maioria dos fundadores de sucesso são movidos pelo impacto, mais do que por experiência ou dinheiro;
  • 10. Fundadores superestimam o valor da PI em 255% antes do ajuste entre o produto e o mercado;
  • 11. Startups precisam de 2 a 3 vezes mais tempo para validarem seu mercado do que a maioria dos fundadores imagina. Esta subestimação cria a pressão de escalar prematuramente;
  • 12. Startups que não levantaram investimento superestimam 100 vezes o tamanho do seu mercado e comumente confundem seu mercado como um novo mercado;
  • 13. Escalar prematuramente é a principal razão de as startups irem pior. Tendem a perder a batalha cedo por atropelarem a si mesmos;

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Centelha interior

Esse vídeoclipe pop nos passa uma mensagem simples, mas muito importante, a centelha que existe em cada um de nós. Cabe a nós saber utilizá-la para o nosso bem e o bem geral.
Por meio dessa ''força de vontade'', se quiser pode chamá-la assim, conseguimos realizar nossos sonhos e objetivos.
Cabe ao Coach através de suas metodologias e ferramentas descobrir o meio mais eficaz para cada indivíduo saber transformar essa centelha em um show de fogos e/ou ampliar esse potencial já existente dentro de cada um.




Há momentos em nossas vidas que sentimos falta, mas não sabemos exatamente do quê. A resposta sempre esteve e sempre estará dentro de nós. Basta um momento de pausa do cotidiano para olharmos para nosso interior e sentirmos para onde o vento sopra e para onde desejamos ir. A vida nem sempre é facil, mas com certeza, vale a pena.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Gestão para Resultados - Soraya Gervásio



Soraya Gervásio comenta sobre as principais habilidades para se gerenciar eficazmente, fala sobre Planejamento, Negociação, Flexibilidade e Persistência.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Estado de Flow - Mihaly Csikszentmihalyi - TED

Você sabe o que é um estado de flow? Provavelmente não conhece o nome, mas já deve ter entrado nele algumas vezes.
Mihaly Csikszentmihalyi conhecido por seu trabalho no estudo da felicidade e criatividade, é mais conhecido como o criador do conceito de FLOW.





Em suma, o fluxo pode ser descrito como um estado onde a concentração e a  motivação se encontram, resultando em uma espécie de harmonia produtiva.

Para alcançar um estado de fluxo, um equilíbrio deve ser atingido entre o desafio da tarefa e a habilidade do executante. Se a tarefa é demasiado fácil ou demasiado difícil, o fluxo não pode ocorrer. Tanto o nível de habilidade e o desafio devem ser elevados, se habilidade e desafio são baixos o resultado é a apatia [traduzido do wikipedia].


COMO IDENTIFICAR SE VOCÊ ESTÁ EM FLOW
  • Tarefa dasafiadora e que exige habilidade.
  • Existe concentração.
  • Os objetivos são claros.
  • O feedback é imediato.
  • O envolvimento é intenso e natural.
  • Existe um senso de controle.
  • A consciência do EU desaparece.
  • O tempo para.
DICAS PARA GERAR FLOW
  • Use os seus talentos e habilidades na potencialidade máxima.
  • Desenvolva forças e virtudes.
  • Use suas forças e talentos.